• Jornal Abaixo Assinado

TRILHA TRANSCARIOCA SEM VISITANTES ENFRENTA MAIS QUEIMADAS E DESMATAMENTO

Pandemia afastou usuários que ajudam a preservar Mata Atlântica na Floresta da Tijuca, no Parque Pedra Branca e outras sete unidades de conservação. A Transcarioca, maior trilha urbana de longo percurso do país, atravessando a cidade do Rio de Janeiro desde a Barra de Guaratiba, na Zona Oeste, até o Morro Pão de Açúcar, na Zona Sul, em um percurso de cerca de 180 quilômetros, está sofrendo com o aumento dos casos de queimadas, desmatamento e ocupações ilegais dentro das unidades de conservação.


A Trilha Transcarioca atravessa nove unidades de conservação – entre elas, o Parque Estadual da Pedra Branca e o Parque Nacional da Tijuca, que, juntos, representam 16 dos seus 25 trechos. A Transcarioca também passa pelo Parque Natural Municipal de Grumari, Parque Natural Municipal da Cidade, Parque Natural Municipal da Catacumba, Parque Natural Municipal Fonte da Saudade, Parque Natural Municipal Jose Guilerme Merquior, Parque Natural Municipal Paisagem Carioca e pelo Monumento Natural dos Morros do Pão de Açúcar e da Urca.


“Todos esses incêndios que temos hoje são criminosos. A floresta não pega fogo, a floresta está numa área de Mata Atlântica, de floresta tropical úmida. O que acontece hoje é que, infelizmente, a cidade tende a pressionar muito os fragmentos verdes”, afirma Diego Monsores, Coordenador de Reflorestamento da Transcarioca. Mais informações sobre meio ambiente acesse #Colabora.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png