• Ivan Paulo

PROJETO XADREZ NA CIDADE DE DEUS

Atualizado: 18 de Jul de 2021

Projeto Xadrez na Cidade de Deus é um sucesso


O xadrez é um jogo milenar, inventado na Índia, e está “fazendo a cabeça” das crianças na Cidade de Deus, graças ao professor João Luís de Souza Santos, 45 anos, que ensina crianças e adolescentes de 5 a 14 anos a jogar.


O mestre João Luís de Souza Santos é egresso do sistema penitenciário de Campina Grande, na Paraíba, onde aprendeu a jogar, em 1993, com um professor de inglês, sociologia e advogado, que também era interno da penitenciária, e até hoje se dedica a esse jogo.


Santos vem fazendo esse trabalho com as crianças desde maio de 2018, num espaço cedido pelo Centro Social Urbano (CSU), no conjunto habitacional Daniel-Margarida. O grupo Xadrez na Cidade de Deus já conta com mais de 40 alunos. As aulas acontecem nas terças, quintas e aos sábados, em dois horários, de 9h às 10h30 e de 15h às 16h30.


As crianças da Cidade de Deus, mesmo com pouco tempo de aprendizado, já participaram do torneio organizado por Rogério Peclat e Roger Soriano em São Gonçalo, onde existe o grupo Xadrez de Rua de São Gonçalo. A meninada teve ótima participação.

Meninada da CDD concentrados no jogo de xadrez

O menino Wandaleyvison, de 12 anos, um dos competidores do grupo do professor Santos e aluno de uma escola municipal da comunidade, participou de três jogos e perdeu apenas um no evento “Heróis do Tabuleiro”, organizado pela Secretaria Municipal de Educação, que reuniu cerca de 2.000 alunos de 90 escolas municipais do Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca, no dia 22 de novembro de 2018. Uma expressiva vitória, que demonstra que o trabalho está dando frutos. Na verdade, já é um sucesso.


O professor João Luís de Souza Santos está desempregado e recebe ajuda de custo de uma igreja evangélica da comunidade, da qual é membro, e de algumas pessoas para se manter. A manutenção desse projeto é muito importante, e os pais das crianças precisam ajudar, e as lideranças comunitárias têm que se mobilizar para buscar patrocínio para o projeto Xadrez na Cidade de Deus.


Afinal, como sempre, é a Cidade de Deus dando um xeque-mate na falta de inclusão e apoio governamental.

3 visualizações0 comentário
jaajbr.png