• Jornal Abaixo Assinado

OFICINA GRATUITA PARA ESTUDANTES DA REDE MUNICIPAL

Curso online “era uma vez um corpo: criar e contar histórias” estimula a expressão artística

A criadora e contadora de histórias Aline Alli anuncia o lançamento de 5 videoaulas de contação de histórias no seu canal do Youtube. O projeto foi contemplado no Prêmio Arte & Escola através da Lei Aldir Blanc e já está no ar. A oficina foi pensada para estudantes da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro, a partir dos oito anos de idade, mas os vídeos ficarão disponíveis de modo público.

“Era Uma Vez Um Corpo: Criar e Contar Histórias” é fruto da pesquisa lúdico-poética da artista usando seu próprio corpo como protagonista da narrativa. As experimentações começaram durante o período de distanciamento social e foram apresentadas em formato de vídeo no Instagram da atriz. A partir destas experimentações cênico-virtuais, Aline Alli desenvolveu um método de criação de histórias onde partes do corpo são os personagens. A artista defende que esse processo estimula o afeto e ressignifica o olhar sobre o próprio corpo e como consequência, com o corpo do outro. E acrescenta que é provável que haja mudanças na forma de se relacionar consigo mesmo e com o meio ao se perceber possibilidades criativas em si. Mudando essa relação e apresentando formas de expressão artística, abre-se uma porta para a autoestima, para aprimorar a comunicação, para o empoderamento e para a empatia, fundamentais para valorização da vida, o cuidado com o corpo e o respeito com o outro.

As videoaulas estão sendo lançadas diariamente desde o dia 15 de Fevereiro e ficarão disponíveis ao longo do ano. 

Serviço: 

Oficina gratuita de contação de histórias

Disponível a partir do dia 15/02 no canal da Aline Alli no Youtube

Link do canal: https://www.youtube.com/channel/UC3xfUfwFFODWo9HSD7eZXWw

Mais informações através do email alinealli@yahoo.com.br

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um dos setores que sofreram com a pandemia foi a cultura, e vários artistas, agentes culturais, fazedores de cultura, museus, espaços culturais, teatros, cinemas, entre outros, tiveram suas atividades

jaajbr.png