• Luiz Claudio Silva

JINGLE BELL, SEM O BELL... (TOCA O SINO, SEM O SINO...)


O compositor, letrista e organista norte-americano James Lord Pierpont ficou famoso por ter criado em 1857 a música Jingle Bell, que em português significa: “Toca o Sino”; sendo que, originalmente, se tratava de uma canção para o “Dia de Ação de Graças” e não para o Natal. Ação de Graças que é observado como um dia de “gratidão a Deus”, com orações e festas, pelos bons acontecimentos ocorridos durante o ano, ou seja, festejar tudo de bom que ocorreu naquele ano que se despede. (Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre)

O que as famílias brasileiras têm para festejar de ação de graças nesse ano de 2021 que se despede?

Aqui me refiro à grande massa da população pobre que, há dezenas de anos, vem tendo muito mal uma refeição ao dia. O ditado popular “nada está tão ruim que não possa piorar” é cada vez mais constante e presente na realidade das famílias pobres desse imenso Brasil. Uma prova disso é o aumento das ações sociais que ajudam famílias necessitadas. Como tocar o sino, sem o sino? Como pôr a ceia de Natal na mesa sem as devidas condições financeiras para fazê-lo?


Continuamos vivendo em um país sem competência na gestão. O Brasil permanece como um barco à deriva, sem sabermos onde poderá parar. Passamos por uma enorme carência de bons políticos, e escolher o “menos pior” chega a ser uma tortura psicológica, um verdadeiro tormento no qual, para não perder o voto e o direito à democracia, temos que muitas vezes compactuar com gestões ordinárias e inexpressivas, e assim acabamos sendo cúmplices de gestores chefes de estados que terminam na prisão por agirem como verdadeiros malfeitores, usando a máquina pública para fins particulares.


Até quando conseguiremos tapar o sol com a peneira? Até quando a reverência do povo brasileiro irá aguentar políticos ruins no poder e ainda continuar sorrindo, fazendo piadas e fingindo que está tudo bem, enquanto os ricos ficam mais ricos e os pobres cada vez mais pobres? Quando será que teremos o sino de volta para podermos tocá-lo e de fato sorrir de verdade, contando piadas, sendo reverentes, mas com a despensa com os devidos alimentos para suprir de fato as necessidades de nossas famílias, estarmos com as contas em dia e morando em casa própria? Queremos o Jingle Bell completo, e não abrimos mão do sino.



Na medida do possível, desejo a todos uma festa boa.

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png