• Jornal Abaixo Assinado

A diferença entre onde, aonde e donde.

Por Micheli Ferreira

Nossa língua está em constante mudança e atualização. Novas palavras surgem, algumas já existentes se modificam, e esse processo é previsível, já que a interação/comunicação entre nós, falantes, é intensa e ocorre em diversas situações.

Assim, é necessário que estejamos sempre atentos e atualizados. Há palavras em nossa língua, as quais a gramática denomina “parônimas” que, pela semelhança quanto ao som e à escrita, geram dúvidas em sua aplicação.

Nesta edição, falaremos a respeito de três vocábulos, inseridos nesse contexto. Estes são: “aonde”, “onde” e “donde”. Ao analisarmos o significado, observamos que “aonde” refere-se à informação “a que lugar”; “onde” indica “em que lugar” e “donde”, “de que lugar”. No uso, a palavra “aonde” deve ser empregada juntamente com verbos que expressam a ideia de movimento, enquanto “onde” é acompanhada por verbos que indicam permanência.

Para exemplificar, imaginemos as perguntas: Aonde você vai? ; Onde você está? e Donde você veio?. Na primeira, temos a situação do sujeito deslocando-se (movimentando-se) em direção a algum lugar; na segunda, ele está fixo no lugar; e a terceira, por sua vez, remete à origem anterior do sujeito.

Se o exemplo, ainda não sanou plenamente suas dúvidas, observe e analise a charge abaixo:

portugeus

Na charge, o primeiro pinguim deseja saber o lugar para o qual o outro irá se dirigir, contudo seu “amiguinho” está perdido e antes de deslocar-se precisa situar-se quanto a sua localização.

Caro leitor, finalizando mais esta edição, desejo que você esteja em paz, com saúde e que tenha conseguido compreender este texto, no lugar onde está no momento. Até a próxima edição!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png