• Luiz Claudio Silva

4 DE NOVEMBRO, DIA DA FAVELA: O QUE COMEMORAR?

Atualizado: 14 de dez. de 2021

Uma data comemorativa que teve início no ano de 1900, pelo fato de o termo favela ter aparecido pela primeira vez em um documento oficial. É sabido por muitos que a favela da Providência foi a pioneira, surgindo na década de 1890, formada por famílias pobres despejadas de cortiços, estalagens, e também por soldados que participaram da Guerra de Canudos no final do século XIX, ou seja, os morros e as favelas foram o que restaram para aqueles de poder aquisitivo baixo.

Tendo em vista que a grande mão de obra que sustenta esse país vem das favelas, e que elas são também um grande celeiro de atletas, artistas, profissionais liberais, alguns acadêmicos, com muitos esforços próprios, e tantos outros talentos, infelizmente, não temos muito o que comemorar em razão do descaso do poder público e do próprio sistema que insiste em abandoná-las, negando os bens mais elementares como: saneamento básico, educação com qualidade, creches, segurança, saúde, lazer, social, água encanada com qualidade, entre outros direitos e benefícios.

Na verdade, vivemos em meio a um sistema político e capitalista covarde que oprime e explora os moradores de favelas para manter as casas luxuosas dos privilegiados, com seus carrões nas garagens, excelentes refeições, roupas caras e suas casas de campos, sítios e fazendas, viagens, entre outros luxos. E fico imaginando o carnaval sem as favelas. Quem os ricos iriam ver na avenida de seus luxuosos camarotes? E duvido que as redes hoteleiras iriam conseguir 100% das reservas em seus hotéis.



Infelizmente, a grande massa das favelas ainda não conseguiu ter a mesma união que os ricos que, mesmo nas dificuldades, pensam juntos e acabam sempre obtendo o domínio sobre a classe pobre. Penso, por exemplo, que favelado tinha que votar em favelado e criar seus próprios representantes legais nas câmaras, nos parlamentos e congressos.


O Brasil é um país muito rico, e é um dos que mais recolhe impostos, como sabemos. Então, por que o sistema oferece um salário de fome para as famílias pobres, estimulando, assim, o aumento da população de rua? Isso é uma conta que não fecha. Se o país é rico e o que mais explora sua população com impostos absurdos, não deveria haver tantas famílias vivendo em condições insalubres, passando necessidades e vivendo na pobreza extrema.

Sem contar as perseguições e assassinatos de negros e pobres das favelas e periferias.


As favelas existem há mais de um século, e ainda temos muito pouco para comemorar, ou quase nada. Brasil, um país que está muito longe de ser justo e para todos.

Lamentável...

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png