• Jornal Abaixo Assinado

Vargens e Recreio: analisando o território


Alunos realizam pesquisas sobre Vargens e Recreio

Carlos Motta*

Foi realizada pelos alunos do 8o ano da Escola Municipal Professor Teófilo Moreira da Costa uma pesquisa de campo em algumas comunidades das Vargens e do Recreio (Palmares, Cascatinha, Fundação, Pombo, Beira Rio, Invasão e Terreirão). Eles constataram, em 60 entrevistas com moradores, que o problema mais grave da região é a falta de saneamento básico, seguida da infestação de mosquitos, deficiência no transporte coletivo e falta de um hospital público e de um colégio estadual de três turnos.

Como opções de lazer, as crianças e jovens utilizam as ruas da comunidade, a praia do Recreio e as cachoeiras de Vargem Grande, mas elas gostariam que a região tivesse praças, quadras esportivas e centros culturais. Apesar de alguns entrevistados desejarem morar em outro lugar, principalmente por conta da carência de água, quase todos disseram que não pretendem se mudar, principalmente pelos seguintes motivos: identidade com o lugar e com a solidariedade de vizinhos e amigos nas situações difíceis, como nas enchentes, falta de água, insegurança, “guarda” das crianças, obra na casa, entre outros.

Todos os moradores ouvidos afirmaram que não há qualquer tipo de melhoria sendo realizada pelo poder público, e poucos sabem da existência de uma agricultura familiar e de dois quilombos (Vargem e Camorim) na localidade.

A análise do território em questão, feita pelos alunos, constatou que: “a natureza, os vizinhos e os amigos são as melhores coisas da região, entretanto, é um território extremamente desassistido pelo poder público no que se refere à saúde e a infraestrutura de transporte e saneamento, além de uma completa desvalorização da cultura local”.

Diante disso, é fundamental a organização comunitária e a luta do povo das Vargens e do Recreio!

*Professor de geografia da rede pública

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png