• Jornal Abaixo Assinado

SUPLANTANDO A PANDEMIA: CELEBRANDO QUEM PRODUZ ALIMENTO E A VIDA DAS MULHERES

Atualizado: 6 de set. de 2021

“Da terra semeada por Rita, e por tantas agricultoras do Sertão Carioca, como a região ficou conhecida, brota o sustento para vidas modestas e carregadas de sentido pelo ato de revolver o solo. Nascem desse chão, das mãos de Rita, poderosos afetos e vínculos que a ira da máquina nunca vai poder entender, nem calar “ . 

Trecho do Livro “Atingidas – Histórias de Vida de Mulheres na Cidade Olímpica”. (PACS)

Uma Roda de Mulheres comprometida e em unidade para cultivar os fazeres da agricultura urbana Carioca. Trazendo a questão simbólica das culturas orientais, a roda representa a forma divina e comprometida com a unidade. E é em roda que as mulheres da agricultura urbana da Cidade do Rio de Janeiro estão organizadas e pautando suas lutas e sobrevivências.

O trabalho e os fazeres da agricultura urbana, tem nos quintais produtivos a luta, a sobrevivência, e a organização de mulheres que fazem parte da Rede Carioca de Agricultura Urbana.

Quintais são reservatórios de biodiversidade de comunidades urbanas. A maioria das agricultoras urbanas estão responsáveis pela manutenção dessas práticas de plantio, garantindo o acesso a uma alimentação saudável, diversificada, livre de veneno ao gosto e às tradições, um legado cultural!

Quintal é um elemento proeminente na paisagem da Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro. São plantadas variedades locais, do contexto agroecológico desse território, também sementes trazidas de migrações dos estados de Minas Gerais, Espirito Santo e estados do Nordeste Brasileiro, um legado da cultura, conservando a agrobiodiversidade, estabelecendo a autonomia das mulheres, com geração de renda, garantido os direitos de uma alimentação saudável e o de morar e plantar.

Não podemos falar de alimentação, sem falar de quem produz alimentos, a resistência produtiva dessas mulheres, tem em suas ações nos territórios, dessa cidade, a reconstrução da agricultura Carioca, sua recampesinação.

A produção de um alimento agroecológico tem uma dimensão de humanidade: Deve ser para todos e todas, e não somente para quem possa comprar! Não há agroecologia se alguém estiver passando fome! 

Escrito por Bernadete Montesano

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tira Caqui 2021 – Caqui agroecológico é #produtodagente – O dia 21 de abril tem sido dedicado à colheita solidária do caqui. Fruta cultivada no Maciço da Pedra Branca, o caqui concentra cerca de 40 he

jaajbr.png