• Maria Beraldina Antônio

SERIA SÓ MAIS UMA MARIA?

Atualizado: 18 de jul. de 2021

Seria só mais uma história de Maria, dessas Marias que se chamam Marias da Penha, Clarices, Joanas, Marlys e Marieles como tantas outras mulheres com nomes ou sem eles. Marias que saem da casa de seus pais na esperança de viver um grande amor, Marias que acreditaram que um príncipe encantado viria tirá-las do terror da vida familiar, onde muitas eram abusadas pelos pais, irmãos e tios, física e moralmente. Ah essas Marias, Marias de tantas dores, Marias de poucos amores, Marias que viveram por seus filhos, Marias que morreram por amores!


Quantas Marias, na dor preferiram a morte, e quanta coragem é necessária para tirar a própria vida, vida que só doía, vida que não tinha sentido, vida sem amores!


Mas há tantas outras Marias, Marias lutadoras, Marias lavadoras, Marias agricultoras, costureiras e professoras, Marias que abriram mão da própria vida em prol da vida dos que amam, deixaram relacionamentos abusivos, físico e moralmente, para lutar sozinhas, trabalhar sozinhas e criar seus filhos. Aquela Maria, que nunca mais teve um amor, além dos filhos, aquela Maria que passou noites numa máquina de costura para que não faltasse o pão, ah essas Marias, Marias das dores, dos amores, ou da falta deles, falta de confiança, falta de arroz e feijão, falta de um coração.


Quanta violência contra as Marias, quantas frases a machucam, quantos tapas, chutes e pontapés, é tão difícil Maria ganhar a liberdade, pois José vai mudar, ele ama Maria, foi só um momento de raiva, ele não é assim!


Ah Marias, depressão não é frescura, é uma doença da alma, precisa de muito cuidado, cuidado de amor, cuidado da alma!


Ah Marias,  agressão física não é carinho, ciúmes excessivo não é amor!


Ah Marias, quando vocês dizem não, tem que ser respeitado, do contrário é estupro, não importa se foi não para José seu esposo.


Ah Marias, Marias de tantos nomes, de tantos amores e de muitas dores, Marias lutadoras, lavradoras, costureiras e professoras.


Marias, lutem por sua liberdade, superem suas dores, lutem por seus amores!


Sou só mais uma Maria!

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um dos setores que sofreram com a pandemia foi a cultura, e vários artistas, agentes culturais, fazedores de cultura, museus, espaços culturais, teatros, cinemas, entre outros, tiveram suas atividades

jaajbr.png