• Jornal Abaixo Assinado

SAÚDE PÚBLICA EM JACAREPAGUÁ VAI DE MAL A PIOR

Cada ano que passa, a saúde em Jacarepaguá vai de mal a pior, e tudo isso infelizmente se deve ao abandono proposital e vil por parte das secretarias estadual e municipal de Saúde. 

Os cidadãos, que padecerem com tantos problemas ao necessitar da saúde pública, se veem obrigados também a ler ocorrências tristes e horrorosas de roubo, como o caso de Edmar Santos, secretário estadual de Saúde, que foi apreendido com milhões desviados da verba de emergência destinada ao socorro hospitalar durante a pandemia.

Além disso, o contribuinte, que paga impostos pesados, depara-se volta e meia com absurdos ridículos como a tentativa de fechamento da maternidade de Madureira para construir um estacionamento para a Universal.

Mesmo diante de todos esses problemas, os trabalhadores, a população, os sindicatos e algumas organizações defendem, como podem, o que há disponível no que diz respeito à saúde pública, como as clínicas da família, postos de saúde e hospitais. Ainda assim, a Prefeitura vigente acabou com quase todas as policlínicas, fechou 11 Clínicas de Atenção Básica da Família na Zona Oeste, demitindo milhares de profissionais da Saúde, e deixou sem assistência médica cerca de meio milhão de pessoas. Mas não é apenas a Prefeitura que passa essa vergonha, os governos estaduais do Rio de Janeiro também têm sido muito competitivos em arruinar a saúde pública. O governo de Cabral, por exemplo, desmantelou cinco hospitais. A Presidência da República então, nem se fala, até na verba para tratamento de câncer houve corte. Esse governo parece que não liga nem para a morte. 

Dada a situação, quem é responsável pelo nosso penar? O que fazer? Bem, primeiramente, devemos lembrar que a cada dois anos nós, o povo, elegemos nossos governantes, portanto, se qualquer pessoa pode se candidatar e se podemos escolher quem quisermos, isso significa duas coisas: uma é que o poder está em nossas mãos e, a outra, é que com certeza tem que haver alguém justo e honesto desejando o melhor para nós, e, por isso, é nosso dever cívico procurar saber em quem votamos.

Algumas organizações da sociedade civil têm buscado defender a saúde e ajudar os cidadãos. Em destaque, temos o Conselho Estadual de Saúde, que fiscaliza e que apontou irregularidades nas contas de saúde dos governos, o Conselho Regional de Enfermagem, que tem denunciado por meio de sua ouvidoria as más condições de trabalho dos profissionais da Saúde, o Sindicato de Saúde e Previdência, que tem organizado protestos em defesa da saúde pública, e a Associação de Moradores e Amigos da Freguesia, que tem feito para os moradores do bairro transmissões ao vivo e vídeos explicativos sobre a questão de saúde durante a pandemia.

Escrito por Erick Correia

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png