• Letícia Ribeiro Leite

PANETONE: ORIGEM, ESTUDOS E MERCADO

A história sobre a origem do panetone ainda é algo incerto, no entanto, acredita-se que o seu criador foi Gian Galeazzo Visconti, o primeiro duque de Milão, na Itália, em 1395. Essa iguaria só chegou ao nosso país após a Segunda Guerra Mundial, e foi trazida por imigrantes italianos.


Atualmente, existem diversos estudos abordando o desenvolvimento de novas formulações para esse produto, como por exemplo, adição de frutas desidratadas (2015); desenvolvimento de análise sensorial para avaliar os atributos sensoriais de um minipanetone feito de farinha integral (2008) entre outros estudos.


O panetone faz parte da tradição da Ceia de Natal, apresenta características sensoriais agradáveis e pode ser criado e modificado a partir de diversas formulações, mas não é só isso, esse produto faz parte da panificação, e suas vendas movimentam a economia e a indústria desse ramo, de acordo com dados da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães e Bolos Industrializados (ABIMAPI), as vendas desse produto movimentaram cerca de R$ 531,7 milhões, no período de novembro de 2016 até janeiro de 2017.


Portanto, agora quando for consumir esse produto delicioso, lembre-se: panetone é cultura, é sabor e além de tudo isso, ainda movimenta o mercado de panificação.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

MJADRA

jaajbr.png