• Almir Paulo

OBRAS ABANDONADAS DE ESCOLAS E CRECHE DO PROGRAMA ESCOLA DO AMANHÃ GOVERNADOR BRIZOLA EM JACAREPAGUÁ

Atualizado: 13 de Out de 2021

O grande presidente Nelson Mandela afirmava categoricamente que “a educação é a mais poderosa arma pela qual se pode mudar o mundo”. O grande mestre Darcy Ribeiro dizia que “se os governadores não construírem escolas, em 20 anos faltará dinheiro para construir presídios”. Infelizmente, nossos governantes atuais não são compromissados com a Educação, como foram Darcy, Mandela e Brizola.

Verificamos nos quatros cantos do país obras paralisadas de escolas e creches, sem contar milhares de unidades escolares com instalações precárias, sem o devido investimento na área educacional. Professores não são valorizados e, até agora, desde o início da pandemia da Covid-19, não houve o aprimoramento digital das escolas públicas. Enfim, não há compromisso com a Educação pública de qualidade.



Na cidade do Rio de Janeiro assistimos a mesma ação danosa. Vejamos o caso do Programa Fábrica de Escolas do Amanhã Governador Brizola, que previa a construção de 136 unidades escolares de tempo integral (entre escolas municipais e creches – Espaço de Desenvolvimento Infantil).


O Programa teve início no ano de 2009. Em 12 anos, foram entregues 84 das 136 escolas prometi das. Em 2016, o governo de Eduardo Paes “fez a festa” no período eleitoral inaugurando várias escolas. Muitas não foram concluídas antes de Paes sair do governo, e durante o governo de Crivella houve a interrupção do Programa Fábrica de Escolas do Amanhã Governador Brizola e 24 unidades escolares ficaram com suas obras paradas. Crivella inaugurou somente três escolas. O ex-prefeito alegou na época que Paes não fez a devida previsão orçamentária do Programa.


O Tribunal de Contas do Município estima hoje um prejuízo de quase R$ 22 milhões em decorrência da paralisação das obras dessas 21 escolas e creches. Neste novo governo Paes, até o momento, nenhuma medida concreta foi tomada para a retomada do Programa de Escolas do Amanhã Governador Brizola e a conclusão das obras das 21 unidades.


Na região da Baixada de Jacarepaguá, nos bairros de Curicica, Taquara e Itanhangá, também há obras abandonadas de escolas e creches do referido Programa. Veja o desperdício:

  • Curicica – obra de três prédios escolares na rua da Conceição – comunidade Dois Irmãos.

  • Taquara – projeto de um prédio com 12 salas de ati vidades para alunos do primário, localizado na estrada do Rio Grande, próxima ao condomínio Passaredo. Foram executados apenas 15% da obra.

  • Itanhangá – obra iniciada em 2015, na avenida São José Maria Escrivá. São dois prédios para alunos do primário, com 24 salas. Um terceiro prédio seria uma creche, Espaço de Desenvolvimento Infantil, com oito salas de atividades e quatro berçários. Paes não concluiu. Crivella lavou as mãos.



Investir efetivamente em Educação não faz parte do programa dos parti dos e de seus governos. Contudo, deputados e senadores triplicaram, o Fundo Eleitoral para as próximas eleições, de R$ 1 bilhão e 800 milhões de reais para R$ 5 bilhões e 700 milhões, na aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022. Uma diferença equivalente a 11% do Bolsa Família. Uma atitude revoltante diante das calamidades social, sanitária e educacional e do gritante desemprego de 15 milhões de brasileiros. Vergonhoso!



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png