• Jornal Abaixo Assinado

O RIO ANIL PEDE SOCORRO!


O rio Anil parece um esgoto a céu aberto

Maria Beraldina*

O rio Anil possui 9 km de extensão e deságua na Lagoa do Camorim. A beleza e a cor do rio Anil já não existem mais, o que era belo e formoso parece um esgoto a céu aberto, pois o mau cheiro e a quantidade de lixo dentro do mesmo e no seu entorno são verdadeiros criadouros de mosquitos e animais peçonhentos, como aranhas e ratos. Além disso, os pneus velhos jogados dentro e fora do rio contribuem para a proliferação de pernilongos.

Atualmente existem muitas formas para reaproveitar pneus usados, como barreiras de contenção, ornamentos para jardins e hortas, balanços, brinquedos, bancos, entre outras. A própria prefeitura poderia aproveitar esse material, que hoje é lixo e um grande problema de saúde pública, e transformá-lo em bancos e brinquedos para as crianças do entorno.


Quanto ao mau cheiro, que origina-se do esgoto  in natura, o qual não deveria ser lançado no rio, mas sim ir para uma estação de tratamento, necessita de fiscalização e punição dos responsáveis.

Não podemos esquecer que a população local também tem que assumir a sua responsabilidade, pois o lixo, os pneus e outros materiais com descarte indevido, não deveriam ser lançados as margens dos corpos hídricos, mas sim nos  locais adequados.

Cabe a Prefeitura limpar e a população manter as margens limpas, pois se não houver o descarte adequado desses materiais, os moradores do entorno sofrerão com problemas de saúde, gerados pelo mau cheiro, mosquitos e animais peçonhentos.


                                        *Professora e moradora da Praça Seca

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png