• Cíntia Travassos

O IMPACTO DA PANDEMIA NA ÁREA DA CULTURA

Um dos setores que sofreram com a pandemia foi a cultura, e vários artistas, agentes culturais, fazedores de cultura, museus, espaços culturais, teatros, cinemas, entre outros, tiveram suas atividades suspensas e precisaram se isolar em prol da coletividade.

Foi um momento preocupante economicamente para todos. Muitos dos coletivos da Zona Oeste se solidarizaram e realizaram campanha por meio da vaquinha virtual para ajudar famílias das periferias com cestas básicas. A Zona Oeste, que é considerada um celeiro de artistas, e que antes da pandemia já apresentava problemas com relação à visibilidade dos trabalhos e à falta de investimento por parte dos governantes, viu as suas dificuldades se acentuarem.


Acredito que o campo da cultura foi o mais prejudicado, pois a arte e o entretenimento vivem do público, das pessoas. Então, ele teve que se reinventar. Todo artista teve que virar cineasta da noite para o dia. Vários não estavam preparados para isso e ainda não estão. Até o momento, a cultura ainda não voltou como deveria voltar, e o futuro ainda é instável.” (Luciana Ezarani, atriz e diretora da Cia. Teatral Aslucianas)

Diante dessa situação, os fazedores de cultura da Zona Oeste tiveram que se reinventar, invadindo os espaços on-line da internet, e recorrer aos recursos digitais, culminando em um boom de lives, que acabaram tornando-se uma forma de democratizar o acesso à cultura e válvula de escape para a solidão e o isolamento.

Apesar dos recursos digitais possibilitarem tal democratização, houve um aprofundamento nas desigualdades sociais quanto ao acesso à internet, o que afetou principalmente as famílias menos escolarizadas. Nesse período, foi sancionada a Lei no 14.017, de 29 de junho de 2020 (Lei Aldir Blanc), com o objetivo de garantir uma renda emergencial aos trabalhadores da cultura, além de assegurar a manutenção dos espaços culturais durante o período da pandemia da Covid-19.


“Não foi um tempo dos melhores, mas também não foi dos piores, pois nesse período de pandemia participei de várias iniciativas de grupos da Zona Oeste, como a Cia. 2 Banquinhos, a Feira Cultural Quintal da Taquara, entre outros que foram contemplados pelos editais e que me ajudou bastante financeiramente.” (Maicom Lima, cantor)

A iniciativa homenageia o escritor e compositor carioca Aldir Blanc, falecido vítima do coronavírus. Segundo o JB, mais de R$ 250 milhões foram investidos pelo governo fluminense na área da cultura, em 2021, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (SECECRJ), com intensificação de patrocínio a projetos no interior do estado. Ainda este ano serão distribuídos R$ 4 milhões a 120 projetos, em duas categorias: favelas da Zona Sul e do Centro (APs 1 e 2) e localidades da Zonas Norte e Oeste (APs 3, 4 e 5).

Alguns grupos e projetos da Zona Oeste como Cia 2 Banquinhos, Ilumina Zona Oeste, Feira Cultural Quintal da Taquara, As Panambis de Cultura Popular & Quitutes, Fala Zona Oeste, entre outros, foram contemplados e abraçados pela lei e pelos editais, o que foi um desafio para muitos deles, pois tiveram que aprender, em tempo recorde, a elaborar projetos e realizá-los de forma híbrida.


“Durante o período da pandemia não parei de trabalhar e investi na divulgação on-line, na qual realizei bazar virtual e expus meus artesanatos na Casa de Cultura de Jacarepaguá, expandindo e solidificando mais ainda as minhas vendas e a clientela. Espero que no ano de 2022 possamos vencer os problemas eleitoreiros e tenhamos expansão e investimentos na área da cultura da Zona Oeste.” (Teca Ceramista)

“Para o ano de 2022, estou com grandes expectativas e metas maiores para alcançar não só trabalhos na Cia. 2 Banquinhos, como também a estreia do meu monólogo, o lançamento do meu livro e de ministrar oficinas nas escolas." (Vinícius Veloso, o Palhaço Fulano)

Esperamos que a implementação da Lei Aldir Blanc seja um pontapé inicial para a democratização de acesso, a valorização e o investimento na cultura da Zona Oeste.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png