• Val Costa

O CORCOVADO E OS 90 ANOS DO CRISTO REDENTOR

Atualizado: 7 de Dez de 2021

Você já ouviu falar no Pico da Tentação? Não? Esse foi o nome que Américo Vespúcio deu ao morro do Corcovado, uma elevação de 710 metros formada por Gnaisse Facoidal localizada na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro. O florentino usou essa toponímia em alusão à passagem bíblica da tentação final de Cristo, onde o diabo levou Jesus para o topo

de uma espécie de montanha, de onde "todos os reinos do mundo" podiam ser vistos (Mateus 4:1-11). Posteriormente, no século XVII o morro passou a ser conhecido como Corcovado, por parecer com uma corcova.

Em 1859, o padre francês Pierre-Marie Boss sonhou que na elevação supracitada teria sido erguido um altar para Cristo. Em 1882, foi instalado um sinalizador no topo desse morro. O objeto servia para alertar sobre embarcações suspeitas que se aproximavam da cidade. Dois anos depois foi inaugurada uma linha férrea que ligava o bairro do Cosme Velho até o cume do Corcovado. Em 1885, foi construído um mirante de ferro e madeira no mesmo local, o famoso Chapéu do Sol.


No final do século XIX, alguns membros do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) queriam construir no Corcovado um monumento em homenagem à Princesa Isabel. Considerada por muitos como “A Redentora”, por ter sancionado a Lei Áurea, a princesa rejeitou a proposta e sugeriu uma imagem do Sagrado Coração de Jesus.



A ideia da estátua começou a tomar consistência no início da década de 1920, por ocasião das comemorações do centenário da independência do Brasil. O projeto inicial previa uma imagem de Jesus Cristo com uma cruz na mão direita e um Globo Terrestre na mão esquerda. Entretanto, o cardeal Sebastião Leme da Silveira Cintra solicitou a alteração desse desenho original. O Cristo Redentor foi projetado pelo engenheiro brasileiro Heitor da Silva Costa e esculpido pelos franceses Paul Landowski e Albert Caquot. Diferentemente do que muitos acham, a estátua não foi um presente do governo da França e sim construída com o dinheiro arrecadado por milhares de fiéis católicos.

A escultura foi feita com concreto armado e pedra-sabão. Possui estilo arquitetônico art déco, 38 metros de altura e pesa 1.145 toneladas. A construção durou de 1922 até 1931 e custou o equivalente a 250 mil dólares. O monumento foi inaugurado em 12 de outubro de 1931.


Em julho de 2007, o Cristo Redentor foi eleito informalmente uma das 7 Novas Maravilhas do Mundo Moderno. Em dezembro 2009, saiu o tombamento definitivo do monumento feito pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Em 2012, a UNESCO considerou o Cristo Redentor como parte da paisagem do Rio de Janeiro, que foi incluída na lista de Patrimônios da Humanidade.

4 visualizações0 comentário
jaajbr.png