• Renato Consentino

NOVAS AÇÕES NA VILA TABOINHAS VÃO PLANTAR ÁRVORES E PALAVRAS

Atualizado: 11 de set. de 2021

A ideia de plantar ações para colher solidariedade segue firme na Vila Taboinhas, em Vargem Grande. Depois de se somar ao mutirão de colheita do caqui no maciço da Pedra Branca, o movimento Plant-Ação! já tem um novo encontro: sábado, dia 15 de junho, a partir das 9h.


“Nossa meta é plantar 300 árvores na Taboinhas e no Trinta, aos poucos vamos chegar lá”, disse Jorge Santos, jardineiro e morador local, que tem tido apoio das chácaras da região na empreitada. A cooperação vem também de outras comunidades como Caetés, Vila Autódromo e Novo Palmares, que já se prontificaram a doar mudas para o projeto.


A ação conta ainda com estudantes de planejamento urbano da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que vêm de diversos pontos da região metropolitana para participar. Eles estão registrando o local em que as árvores são plantadas, seu desenvolvimento, e acompanhando como a ação é apropriada pelos moradores.


O largo onde foram plantados três pés de caju já foi batizado: agora é o largo do cajueiro. Com o cuidado dos moradores, as árvores estão crescendo e em breve darão sombra, frutos e castanhas no ponto de encontro entre as ruas B e C. Ali perto a goiabeira também já tem folhas novas e o pé de laranja espichou.


A determinação dos moradores de Taboinhas inspira e demonstra que a verdadeira mudança só vem a partir da organização popular. A crescente rede de apoio é sinal de que o movimento está se enraizando. Como diz a convocação para a próxima atividade: “É hora de botar as mãos na terra e fincar os pés na comunidade!”


O quê: 2º Plant-Ação! Taboinhas

Quando: Sábado, 15 de junho de 2019, às 9h

Onde: Vila Taboinhas, em frente a Associação de Moradores do Rio Bonito.

Curso de alfabetização de adultos pelo método Paulo Freire


Em julho, vem mais Plant-Ação! por aí, agora para mudar uma realidade que ainda atinge muitas comunidades da Baixada de Jacarepaguá: o analfabetismo.


O curso pelo método Paulo Freire visa que os alunos discutam suas experiências de vida e aprendam a ler e a escrever através das palavras geradas pelo debate. A alfabetização dessa forma é um processo de ampliação da compreensão de mundo e instrumento de sua transformação.


As atividades vão ser coordenadas por moradores da Vila Taboinhas e estudantes da UFRJ e acontecerão na própria comunidade. Para mais informações falar com Jorge (21 98555-5950) ou Renato (21 98267-2760).

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png