• Jornal Abaixo Assinado

NOSSO JORNAL É PRA LUTAR: 14 ANOS

Atualizado: 22 de Ago de 2021

Nossa Edição de NÚMERO ZERO saiu em 10 de março de 2005, com dez mil exemplares. Essa edição foi paga com recursos de uma rifa e da contribuição de amigos e dos seus membros fundadores: Almir Paulo, Manoel Meirelles, Ivan Paulo e Roberto Senna (Cabral). Vale destacar, a contribuição expressiva da jornalista Jussara Magalhães que editou, revisou e diagramou o jornal.


A linha editorial do Jornal Abaixo-Assinado de Jacarepaguá e das Vargens (JAAJ) baseia-se na defesa da qualidade de vida da população da Baixada de Jacarepaguá, englobando Jacarepaguá, Vila Valqueire, Praça Seca, Camorim, Vargem Pequena, Vargem Grande, Recreio dos Bandeirantes e Barra da Tijuca. Somos moradores da região preocupados com o abandono de nossos bairros pelo Poder Público. Nosso objetivo é informar com a perspectiva de abrir, cada vez mais, novos espaços para debate que estimulem a conscientização e a participação popular na solução de problemas de nossa região.


Sabendo da importância do movimento popular para mudar, avançar, conquistar e manter nossos direitos, e considerando a informação direito coletivo e bem social, nossa proposta é a construção de uma Rede Popular de Comunicação (RPC) da qual o Jornal Abaixo-Assinado foi nosso primeiro passo.


Hoje a nossa Rede Popular de Comunicação já têm outras singelas iniciativas na área de comunicação, tais como: a Editora RPC, a página no Facebook do jornal, o Blog do JAAJ, o CLIPPING de notícias diárias e, em breve, estaremos lançando a TV do Jornal Abaixo-Assinado – um canal de notícias e debates no Youtube.


Jornal Abaixo-Assinado: 2005/2019 – 14 anos de luta em defesa da Baixada de Jacarepaguá

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A CPI da Covid é o maior documento histórico produzido no Brasil sobre a pandemia. No futuro, poderemos consultar seus arquivos para entender como um governo desalmado foi respons

Está lá no bendito relatório da CPI da Covid que Bolsonaro atrasou a compra de vacinas, rejeitou o uso de máscaras, condenou as regras de isolamento, tentou a imunidade de rebanho, pregou o uso de rem

jaajbr.png