• Jornal Abaixo Assinado

MEIO AMBIENTE: BRASIL NA CONTRAMÃO DO MUNDO

Lançamento da Operação Pantanal 2 para combate ao incêndio na região. Foto: Mayke Toscano/Secom-MT


O descaso com o meio ambiente é cada vez mais preocupante. Muitas tragédias aconteceram este ano e o Brasil e o mundo assistiram atônicos as fortes queimadas no Pantanal e na Amazônia. 

Para prejudicar ainda mais o cenário atual, o Ministro Ricardo Salles tem sido acusado de atuar para dificultar a fiscalização ambiental facilitando, por exemplo, a entrada de mineradoras ilegais, atividade altamente poluidora.

O Decreto nº 9.760, publicado em abril de 2019, instituiu os chamados “núcleos de conciliação” para avaliar multas do IBAMA e do ICMBio antes de elas serem contestadas judicialmente. Acontece que este decreto praticamente paralisou a punição a crimes ambientais no Brasil. O mecanismo foi justificado como uma tentativa de fazer órgãos fiscalizadores chegarem a um acordo, sem a necessidade de contestação judicial. Nenhuma multa foi aplicada desde a publicação do decreto.

Na contramão do mundo, o governo mantém baixos os investimentos públicos, reduziu recursos para inovação, incentivou a produção primária, relaxou no combate ao desmatamento e não elaborou políticas que incentivem a produção limpa. Tudo colaborando para o aumento do efeito estufa e poluição.

Com a eleição de Biden, o Brasil corre o sério risco de sofrer sanções econômicas duras caso continue com o desmatamento na Amazônia. O tema meio ambiente pretende ser usado como parte das negociações econômicas entre os americanos e o mundo, mas por aqui seguimos com o nosso jeitinho brasileiro preferindo não debater sobre o assunto. 

E seguimos com este discurso imaturo que…”quando acabar a saliva tem que ter a pólvora”.

Escrito por Carla Scott

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png