• Claudia Scott

MÃOS AO ALTO!

Sim. Fui assaltada dias antes do Réveillon. Lá vinha eu dirigindo o meu carro, tarde da noite, voltando de um happy hour quando fui abordada por dois rapazes em uma moto. Coincidência (ou não) eu estava quase chegando em casa quando “algo” me soprou um pensamento solto: “Fique atenta! Muitos assaltos acontecem quando a pessoa está chegando em casa e, por isso, já está mais relaxada e distraída.” Mal eu pensei nisso avistei um farol alto no meu retrovisor. Logo percebi que era uma moto que vinha de maneira acelerada.

Pensei: “Vou ‘embicar’ com o carro numa garagem aqui da rua e vamos ver se a moto vai parar ou ir embora.” A moto me ultrapassou pela direita e fiz exatamente isso. Quando olhei para a esquerda, a moto com dois rapazes estava parada. Eles me olharam rapidamente e, em frações de segundo, o rapaz que estava na garupa desceu e se aproximou do meu carro apontando a arma para mim. Eu logo abri o vidro e entreguei o celular e a bolsa. Ele ainda abriu a porta do carro, me revistou para ver se tinha mais alguma coisa na minha cintura, e levou até a minha lixeirinha de oncinha, acredita?

Depois disso voltou para a garupa correndo e, rapidamente, eles arrancaram com a moto madrugada adentro. Eles seguiram o caminho deles e eu segui o meu. Voltei para a casa dirigindo calmamente. Não senti medo. Não fiquei nervosa. Não senti raiva. Eu só conseguia agradecer (ao meu Anjo da Guarda, ao Universo, a Deus) pelo pensamento do “Fique atenta!” segundos antes de eu avistar a moto; e desejar que os dois rapazes tenham mais tempo aqui nesse mundo. Para que possam tentar passar a limpo suas próprias vidas.

Viajei no dia seguinte. Faltavam dois dias para o Réveillon e lá fui eu. Viva meu celular velhinho (que ainda funciona), viva o fato de eu estar inteira, viva a vida! Todo dia 31 de dezembro um ano termina. Todo dia 1º de janeiro um ano começa.

No entanto, independente de calendários, não precisamos esperar a segunda-feira para começar a dieta. Não precisamos esperar o mês que vem para começar a academia. Não precisamos esperar o próximo dia 31 de dezembro para criar promessas. Lembre-se: a vida acontece todos os dias.

Na hora da virada, em meio ao barulho dos fogos, pensei: “Estou viva! Aqui. Agora.” E lá estava eu, celebrando e agradecendo a vida, sob a chuva que caía. Descalça na grama, com as mãos ao alto.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Eu fiquei com a Covid-19 durante uma semana, desde a festa de casamento, no sábado, e a gente foi ficando. Na segunda, o pai da noiva ligou, comunicando: “A noiva testou positivo”. Eu, mesmo sem sinto

jaajbr.png