• Jornal Abaixo Assinado

Lutar é preciso pela educação pública de qualidade


Ocupações das Escolas – Lutar é preciso

*Por SauloJúnior

Para entender melhor o movimento das ocupações em escolas públicas, o JAAJ decidiu ir ao Colégio Pedro II do Centro em busca de mais informações sobre o assunto.

Os alunos, que pediram para não serem identificados, afirmaram que são contra o movimento ‘’ escola sem partido, contra a reforma do ensino médio e, sobretudo contra a PEC 241. Apesar de entenderem que é necessário cortar gastos para que o país possa voltar a crescer, eles não concordam com o congelamento nas áreas da educação saúde e educação. Estes seguimentos já não recebem a devida atenção e não podem sofrer com o controle da PEC. Os estudantes foram categóricos ao dizer que ainda não existe uma previsão de desocupação.

Para definir se ocorreria ou não a ocupação nesta unidade escolar, foi feite uma assembleia entre os alunos. O resultado foi expressivo: 233 votos a favor, 13 contra e 16 abstenções. Todas as decisões lá dentro ocorrem por meio do voto. Não existe uma hierarquia, existem apenas as comissões de limpeza, alimentação, saúde, segurança e comunicação. ‘ Tudo que é feito aqui é pensado ‘’, disse um dos ocupantes.

Os estudantes receberam doações de professores, funcionários, pais de alunos e também de outros cidadãos que manifestaram apoio ao grupo. Devido ao grande número de doações, os alunos não precisam racionar as provisões. A diretoria da escola manifestou apoio a atitude dos alunos.

O maior rival do movimento é, sem dúvida, a grande mídia. Os estudantes são frequentemente acusados de serem financiados por partidos políticos. Em resposta a isso, eles foram enfáticos ao afirmar que não têm qualquer relação político partidária. Outra estratégia para descredibilizar o movimento é culpar os alunos pelo adiamento de parte das aplicações de provas do Enem. Os alunos emitiram uma nota dizendo que não iriam se opor a aplicação de provas no local, mas, mesmo assim, o MEC não se abriu pra qualquer tipo de negociação.

O movimento continua. Vale lembrar que algumas mudanças só vêm com muitas reivindicações.

*Aluno do Colégio Garriga de Menezes – Freguesia

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png