• Jornal Abaixo Assinado

FUTEBOL DE 5

O Jornal Abaixo-Assinado roda o país e recebeu de Marcos Vinícius Braatz Miranda, aluno do curso Técnico em Desenvolvimento de Sistemas, da Escola Técnica Dr. Demétrio Azevedo Jr., na cidade de Itapeva -SP, esse artigo. O jovem Marcos sonha em ser jornalista esportivo e nos solicitou uma oportunidade no jornal. Seja bem-vindo!

Praticado por atletas com deficiência visual, o futebol de cinco surgiu na Espanha durante a década de 1920. Já no Brasil ele só chegou por volta de 1950.

O primeiro campeonato da modalidade no nosso país foi realizado em 1978, na cidade de Natal – RN.  O Futebol de 5 só entrou para o programa dos Jogos Paralímpicos em 2004, na cidade de Atenas. O Brasil já se sagrou quatro vezes campeão dessa modalidade: 2004, 2008, 2012 e 2016. 

O futebol de cinco é disputado em uma quadra que segue as mesmas medidas do futsal, com algumas alterações nas regras tradicionais.  Os atletas de linha usam vendas nos olhos e, caso elas sejam tocadas, será marcado uma falta. Com cinco infrações, o atleta é expulso de campo e pode ser substituído por outro jogador. Há, ainda, um guia (chamador) que fica atrás do gol adversário para orientar os atletas exclusivamente do seu time. O goleiro consegue enxergar normalmente. A partida é composta por dois tempos de 25 minutos, com um intervalo de 10 minutos. O som dos guizos que ficam dentro da bola é único jeito dos atletas saberem onde a bola está. 

Curiosidades

O futebol de 5 possui torcida, mas ela não pode fazer nenhum tipo de barulho para não atrapalhar os atletas. Só pode se manifestar na hora do gol. 

Assim como acontece no futebol masculino de campo, o futebol de 5 já revelou vários talentos, o maior de todos é Ricardo Steinmetz Alves, mais conhecido como Ricardinho. Esse atleta foi eleito duas vezes o melhor do mundo (2006 e 2012).

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png