• Jornal Abaixo Assinado

FLEXIBILIDADE x ALONGAMENTO

Você sabe a diferença entre eles e os benefícios oferecidos?

*Texto da Drª Cristiane Giannotti –

Muito se ouve falar sobre flexibilidade e alongamento, mas poucos sabem a diferença entre os dois, e como podem melhorar nas rotinas diárias e prevenções de patologias.

Flexibilidade é a capacidade física de extensibilidade muscular que permite a realização de movimentos com grande amplitude e mobilidade articular, mantendo essas estruturas por um determinado tempo sem danos ou lesões. Por sua vez, alongamento consiste em uma técnica de atividade física realizada para a manutenção e melhora da flexibilidade.

Os alongamentos são indicados a serem realizados com frequência e abrangem qualquer faixa etária. Quanto mais alongado um músculo, maior será a movimentação da articulação comandada por ele. Portanto, aumentando a flexibilidade, o que o torna uma prática fundamental para o bom funcionamento do corpo, proporciona maior agilidade de elasticidade e prevenção de lesões por encurtamentos e movimentos repetitivos que geram estresse muscular e articular.

Porém, a flexibilidade não se apresenta de modo uniforme nas diversas articulações e nos movimentos corporais, sendo comum, em um dado indivíduo, que sua amplitude máxima seja boa num determinado grupamento muscular e limitada em outros.

Quando realizados de maneira adequada, os alongamentos podem trazer muitos benefícios, e seus praticantes normalmente relatam sentir calma e relaxamento após a prática. A continuidade do hábito proporciona o bem-estar físico, pela diminuição de contraturas e tensões musculares; e o bem-estar mental, através da respiração, sendo essa fundamental; pois, quando se respira profundamente, há aumento do relaxamento muscular e manutenção do ritmo do exercício. É relevante lembrar que a respiração deve ser lenta e controlada, o que reduz o estresse em casos de depressão, fibromialgia e ansiedade. Sua prática também apresenta melhora na postura corporal, alívio de dores na coluna, aumento do deslizamento neural e diminuição de crises de dor nevrálgica irradiada em membros.

Além disso, o alongamento é um grande aliado dos atletas, principalmente por reduzir as cãibras, preparar o músculo para aumento do ganho de força e auxiliar a hipertrofia.

O alongamento estático, que consiste em alongar o músculo em repouso, é o mais comum de todos. Nele, o movimento é realizado até uma determinada posição de flexibilidade e mantido por 20 a 30 segundos, sendo muito utilizado na prática de Yoga. Por ser o mais indicado no tratamento de reabilitação do músculo após uma lesão, é comumente usado na fisioterapia.

O alongamento dinâmico é realizado com movimentos controlados, em repetições, sempre na mesma velocidade e intensidade, sendo o método adotado nas aulas de Pilates. Esse tipo de alongamento é muito utilizado para aquecimento antes de atividades físicas e realização de esportes, preparando a musculatura que será exercitada, sendo uma das maiores vantagens o aumento do aporte sanguíneo na região exercitada, importante na execução das atividades diárias, trazendo uma melhor mobilidade.

Invista na sua saúde e no seu bem-estar. Procure alongar-se frequentemente. Procure a orientação de um bom profissional e melhore a flexibilidade do seu corpo.

Joseph Pilates, criador do Método Pilates, já dizia: “Você é tão jovem como a flexibilidade de sua coluna.”.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png