• Jornal Abaixo Assinado

DÚVIDAS COTIDIANAS DA LÍNGUA PORTUGUESA

Professora Micheli Ferreira


“A fim” ou “afim”?

*Professora Micheli Ferreira

Há palavras e expressões homônimas em nossa língua que, de acordo com a intenção comunicativa do falante, apresentam apenas uma “leve” variação. Dentre os exemplos, podem ser consideradas a expressão a fim e a palavra afim. O que ocorre entre estas é uma variação somente na forma escrita, a qual consiste em um “espaço” (que acarreta numa mudança intensa de significado).

O emprego da expressão a fim em uma determinada sentença apresenta como significado: “com a intenção de”, “para”; indicando finalidade. Já à palavra afim, pode ser atribuído o sentido “semelhança”, “afinidade”, “proximidade” etc. Esta é usada em situações que exigem maior formalidade.

Gramaticalmente, a expressão a fim equivale a uma locução prepositiva ou conjuntiva (preposição ou conjunção formada por duas ou mais palavras).

afim, pode ser empregada como substantivo ou adjetivo, dependendo do contexto.

Vejamos os exemplos:

Leu o texto a fim de aprender mais sobre a língua portuguesa. (com o propósito de aprender mais)

A língua espanhola é uma língua afim com o português. (semelhante a)

É relevante considerar que a palavra afim admite empregos no plural:

A língua portuguesa e a espanhola são afins.

Devemos analisar ainda os usos cotidianos para as palavras aqui apresentadas.

Ela não estava a fim de sair. (com vontade de)

Nossas ideias são afins. (parecidas)

A fim de auxiliá-lo a sanar suas dúvidas, caro leitor, encerro esta edição com um trecho de uma da música A fim de voltar, do saudoso Tim Maia:

A fim de voltar Mas eu tenho um certo receio A fim de voltar E não sei se devo ou posso A fim de voltar E não vejo o dia e a hora A fim de voltar Foi você que foi embora

Disponível em: https://www.vagalume.com.br/tim-maia/a-fim-de-voltar.html

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png