top of page
  • Foto do escritorLuiz Claudio Silva

COVID-19 X CARNAVAL

Atualizado: 13 de fev. de 2022

Um jogo que o evento mais popular do Brasil, o carnaval, já poderia ter virado, mas que segue perdendo de goleada para uma pandemia que não está sendo encarada e tratada com a responsabilidade que deveria ser, principalmente pelas autoridades do país e também de algumas cidades. É importante lembrar a irresponsabilidade dos governos em não informar o surgimento de um novo vírus que assolava o mundo no final de 2019. No Rio de Janeiro, inclusive, insistiam em esconder a situação, para que o carnaval não fosse cancelado, visando à economia do estado.

Entendemos a grande importância da economia, porém é nítido que em alguns casos é inconcebível os dois caminharem juntos, uma vez que a pandemia não tolera aglomerações sem fazer vítimas. Portanto, era preciso escolher uma das opções: cuidar da população, tendo em vista a gravidade da disseminação mundial de uma nova doença, ou ignorá-la, para priorizar os grandes eventos. Porém, qualquer que fosse a escolha, haveria consequências, ressaltando que a vida de cada ser humano é insubstituível, a vida deve estar sempre em primeiro lugar.


A conscientização por meio da educação é o principal fator para tomar decisões assertivas, mas, infelizmente, o Brasil ainda está longe de dar prioridade a ela. Muitas pessoas se baseiam em fake news (notícias falsas) sem procurar saber a veracidade daquela informação, causando confusão e ajudando a propagar fatos que levarão mais transtorno à população.

“Educação brasileira está em último lugar em ranking de competitividade.” “No eixo que avalia a educação, o Brasil teve a pior avaliação entre as nações analisadas, alcançando a 64a posição”. CNN/Brasil, junho de 2019

Em pleno século XXI, a educação da grande massa é conduzida de forma precária pelo sistema brasileiro, para que o povo seja tratado como marionete. Ficamos sem o carnaval de 2020, 2021, e a Prefeitura da cidade do Rio já cancelou o carnaval de rua neste ano, deixando o Desfile das Escolas de Samba de 2022 na corda bamba. É verdade que somos um povo alegre e festeiro, mas, sinto dizer, somos também muitas vezes irresponsáveis, e pagamos para ver uma conta que, com frequência, chega muito alta. Esse jogo, já está 3 x 0 para a pandemia, uma verdadeira goleada. Entretanto, apesar das perdas, ainda estamos muito longe de aprender certas lições.


19 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page