• Val Costa

CAPELA DE NOSSA SENHORA DE MONTSERRAT VIRA PARÓQUIA

Atualizado: 22 de mar.

O dia 1º de janeiro foi comemorado pelos fiéis católicos de Vargem Pequena por dois motivos: o início de um novo ano e a transformação da Capela de Nossa Senhora de Montserrat em Paróquia. Isso muda consideravelmente o status desse templo dentro da hierarquia criada pela Igreja Católica Apostólica Romana. As capelas são templos secundários, que geralmente servem para atendimentos religiosos em locais específicos, como comunidades quilombolas, colégios, universidades, presídios, conventos, quartéis e propriedades rurais. Elas estão subordinadas a paróquias próximas. Já as paróquias, são definidas pelo Código de Direito Canônico Católico como determinadas comunidades de fiéis, constituídas estavelmente nas Igrejas particulares, administradas pelos párocos. Portanto, a Paróquia não se limita a uma construção específica, que é a matriz ou sede paroquial, mas ao território no qual a Igreja está inserida.


A atual Paróquia de Nossa Senhora de Montserrat foi concluída no ano de 1766 e fica sobre uma colina 120 metros de altitude, no bairro de Vargem Pequena. O templo original, construído em 1732 e denominado Capela de Nossa Senhora do Pilar, ficava em Vargem Grande e foi destruído por uma forte ventania na segunda metade do século XVIII. A beleza do seu altar-mor, construído em madeira por artesãos populares, fez com que esse templo fosse chamado de “joia do Império”. Na década de 1950, a imagem original de Nossa Senhora de Montserrat foi transferida para o Mosteiro de São Bento, sendo colocada uma réplica feita em gesso no seu lugar. A Capela foi inicialmente tombada pela antiga Divisão do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Guanabara em 1970 e, em 1978, foi tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (INEPAC).

10 visualizações0 comentário
jaajbr.png