• Jornal Abaixo Assinado

Auxílio Emergencial Cultural – Nota de esclarecimento de Gilson Romanelli e da Cenarium Consul

Hoje, dia 09/09/2020 às 16h, o Jornal Abaixo-Assinado da baixada de Jacarepaguá foi informado sobre uma fake news solicitando para que artistas realizassem o download de um suposto aplicativo de cadastro para a Lei Aldir Blanc.

Em uma rápida pesquisa, encontramos apenas um aplicativo disponível na Play Store chamado “Auxílio Emergencial Cultural”, vinculado a empresa “Cenarium Consultoria”. No momento da pesquisa o aplicativo já havia recebido “mais de 1 mil downloads” e constava como o número 6 dos downloads em alta.

O aplicativo não possui vínculo com nenhuma secretaria municipal de cultura, porém o app tem uma sessão de inscrição de espaços culturais com a seguinte descrição, “PJ (CNPJ) ou Organização C.- O objetivo desse questionário é o de realizar o cadastro de espaços culturais do Município para que sejam analisados seus dados objetivando a obtenção dos recursos do subsídio financeiro determinado pela Lei n° 14.017/2020”. Essa descrição induz o usuário a entender que o aplicativo é um meio oficial para se conseguir o benefício, mas, na verdade, o aplicativo ainda está à venda para eventual aquisição de prefeituras, informação segundo contato com a empresa, e que, portanto, ele não presta serviço algum.

Além disso, a “Declaração de Ciência e de Aceitação” tem em seu terceiro artigo a seguinte mensagem “III. Dados como – CPF, IDENTIDADE E INFORMAÇÕES SOBRE RENDA poderão ser disponibilizados a outros órgãos governamentais e instituições bancárias mediante solicitação formal destas instituições afim de que seja realizado a comprovação com os dados apresentados no questionário às determinações expressas em lei para possível validação do cadastro”, o que demonstra claramente uma possível intenção questionável para esses dados de grande sensibilidade pessoal do usuário.

Buscando esclarecer as informações recebidas, a redação do Jornal Abaixo-Assinado ligou para o telefone da “Cenarium Consultoria”, para a surpresa de nossa equipe, quem atendeu foi o pré-candidato a vereador de Goiânia, Gilson Romanelli, do partido PODEMOS. Naquele momento, ele atendeu como “Escritório do Pré Candidato a Vereador, Gilson Romanelli”, explicamos do que se tratava nossa ligação e ele pediu nosso contato e o repassou a Milene Delian, que estaria trabalhando de Home Office. Posteriormente, após publicarmos um primeiro texto alertando artistas sobre roubo de dados, ele entrou em contato e solicitou que removêssemos a matéria, porque o escritório lhe foi apenas emprestado e que não tinha nenhum envolvimento com o ocorrido, segundo suas próprias palavras.

O pré-candidato, que deixou em Abril a direção do CETEG (Centro de Ensino Tecnológico de Goiás) é atualmente Vice-presidente do Podemos de Goiânia. Inclusive, disse ao “Jornal Opção” em dezembro de 2019 que “tem apoio da cúpula nacional do Podemos.”

Após os pedidos de esclarecimentos tanto de Romanelli quanto de Milene Delian, proprietária da Cenarium Consultoria, nos foram enviadas as seguintes notas, as quais repassamos na íntegra:

Nota de esclarecimento da Cenarium Consultoria

Nota de Esclarecimento de Gilson José Romanelli

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png