• Jornal Abaixo Assinado

A regência do verbo “namorar”

Dúvidas cotidianas da Língua Portuguesa –

Professora Micheli Ferreira –

A regência do verbo “namorar”

Uma das principais datas comemorativas do mês de junho é o dia 12, “Dia dos Namorados”. Inspirado nessa temática, o texto da presente edição tratará da regência correta do verbo namorar.

Com relação ao significado, namorar é sinônimo de galantear; cortejar, flertar. Sintaticamente, o verbo namorar pode ser empregado como transitivo direto ou intransitivo. Vejamos os exemplos:

Carlos namora Ana.

Carlos namora bastante.

Na primeira sentença, o verbo pode ser classificado como transitivo direto e “Ana” funciona como objeto direto. Na segunda, o verbo é intransitivo e não exige complemento.

Apesar das considerações acima, devido à influência das expressões “casar com” e “noivar com”, os falantes criaram por hábito dizer e escrever frases como “Carlos namora com Ana”. É relevante acrescentar que, gramaticalmente, este uso está equivocado. Observe essa situação na tirinha abaixo:

Disponível em: http://profhelena4e5ano.blogspot.com/2011/03/normal-0-21-false-false-false-pt-br-x.html

Portanto, a fala da personagem consiste numa construção informal da língua portuguesa. De acordo com a norma padrão, o correto seria “Namorar você”.

Feliz dia/mês dos namorados para todos e até a próxima edição com mais dúvidas cotidianas da nossa língua.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
jaajbr.png