top of page
  • Foto do escritorVal Costa

A IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO E A FAZENDA DO RIO GRANDE

Atualizado: 6 de set. de 2021

No século XVIII, na localidade conhecida atualmente como “Pau da Fome”, foi criada por Antônio Paio a Fazenda do Rio Grande. Nessa propriedade, por volta do ano de 1737, foi edificada a Igreja de Nossa Senhora da Conceição e São Boaventura, que ainda existe nas proximidades do Largo do Rio Grande, conhecido popularmente como Largo da Capela. O último dono da Fazenda do Rio Grande foi Francis Walter Hime (1885-1948), avô do famoso compositor Francis Hime. Essa propriedade destacou-se pela criação de cavalos puros-sangues e pela pecuária bovina de leite.

Igreja de Nossa Senhora da Conceição e São Boaventura

O Largo da Capela está localizado na confluência das Estradas do Rio Grande, do Pau da Fome, do Rio Pequeno e dos Teixeiras. Nele, encontra-se uma fonte intitulada “O outono”, na qual observa-se a figura do deus Dioniso, que na antiga religião grega representava os ciclos vitais, as festas, o vinho e o teatro. Essa fonte foi produzida pela fundição francesa Val D'Osne e inaugurada em 27 de agosto de 1923.

Fonte O outono

Em 1967, parte da Fazenda do Rio Grande foi desmembrada para a instalação da Subestação de Jacarepaguá da Central Elétrica de Furnas. Essa subestação visava suprir o município do Rio de Janeiro com a energia da Usina Termelétrica de Santa Cruz, através da interligação com diversas subestações da Light. Em 1978, uma outra parcela dessa propriedade foi loteada e deu origem ao Condomínio Passaredo. Dentro desse condomínio ainda existem as ruínas dos antigos estábulos usados para abrigar os cavalos criados nessa antiga fazenda.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page