• Jornal Abaixo Assinado

11 CRIMES ATRIBUÍDOS A BOLSONARO PELA CPI DA COVID

Está lá no bendito relatório da CPI da Covid que Bolsonaro atrasou a compra de vacinas, rejeitou o uso de máscaras, condenou as regras de isolamento, tentou a imunidade de rebanho, pregou o uso de remédios ineficazes, lançou dúvidas sobre a eficácia e segurança das vacinas, demorou agir na garantia de oxigênio para salvar vidas, sabotou a ciência e incentivou sua rede de apoiadores na propagação de notícias falsas sobre a pandemia.


A CPI da Covid em seu relatório final fez o indiciamento do presidente Bolsonaro pelos seguintes crimes: epidemia com resultado morte; crimes contra a humanidade; infração de medida sanitária preventiva; charlatanismo; incitação ao crime; falsificação de documento particular; emprego irregular de verbas públicas; crimes de responsabilidade (violação de direito social e incompatibilidade com a dignidade, honra e decoro do cargo); e prevaricação.


Bolsonaro debochou, riu, fez gracinhas sobre a pandemia nos acusando de marica e de fazer mimimi. Chamou a Covid-19 de “gripezinha” e que as vacinas podem transformar pessoas em jacarés. Agora em uma live, vociferou uma informação falsa que associa a vacinação contra a Covid à AIDS.


Por essa desastrosa gestão da crise sanitária, a atuação de Bolsonaro, segundo o relatório, “mostrou-se descomprometida com o efetivo combate da pandemia da Covid-19 e, consequentemente, com a preservação da vida e integridade física de milhares de brasileiros”.


Bolsonaro foi o responsável pelo agravamento da pandemia que já matou mais de 600 mortes. Por isso, defendemos o impeachment de Bolsonaro.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, durante seu discurso de despedida da presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no dia 17 de fevereiro, afirmou que a liberdad

jaajbr.png